facebook

Clube Atlântico de Esgrima

Logotipo
...não dar vantagem aos adversários. PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
O Mestre Horvath chamava-lhe "perder o fio".
Por vezes um atleta passa fases extremamente difceis na sua carreira competitiva. De forma mais ou menos inexplicvel as "coisas" comeam a no sair bem, a luz do aparelho deixa de acender para o nosso lado, parece que no sabemos o que utilizar durante os jogos e mais complicado ainda no temos sequer ideia do que fazer, como se um vazio tcnico-tctico se instalasse em ns.
Conheo vrios momentos destes (os meus e os dos outros), alguns deles constituindo verdadeiras "travessias do deserto" com um acumular de resultados bem abaixo das nossas capacidades.
Esta situao no se explica luz do conceito de "forma desportiva" pois muitas vezes perdura indiferente multiplicidade de factores que contribuem para o desempenho desportivo.
Dizia Horvath que o importante era trabalhar ainda mais nestes momentos pois a tendncia para afrouxar face desmotivao que por vezes se vai instalando.
que assim como por vezes "perdemos o fio" mais tarde ou mais cedo "o recuperamos" e nesse momento queremos estar na mxima fora... para no dar nenhuma vantagem aos adversrios.

Comentarios (0)

Escreva seu Comentario

Voce precisa estar logado para postar um comentario. Por favor registre-se se caso nao tenha uma conta

busy

Desenvolvimento de sites por Made2Web
® 2008 - Clube Atlântico de Esgrima
Todos os Direitos Reservados