facebook

Clube Atlântico de Esgrima

Logotipo
Equipa de Espada em grande termina Universíadas à porta das medalhas. PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Quarta, 17 Agosto 2011 09:13

Extraordinário desempenho do quarteto Luso formado pelos atiradores do Atlântico Cordeiro, Arede, Candeias e ainda Joaquim Videira em Shenzen na prova de espada por Equipas.

Entrando no quadro com o número 12, posição obtida a partir das classificações na prova individual, Portugal teve pela frente no Quadro 16 a formação espanhola que venceu por 45.34. Arede abriu com Rosello com 0/1 e após 5/3 de Cordeiro sobre Baldrés e 7/8 de Videira sobre Alvarado a primeira ronda terminou empatada a 12 toques pautando o encontro pelo equilíbrio.

No segundo conjunto de 3 jogos, Arede venceu Baldrés 6/5 e Videira Rosello 7/6 enquanto Cordeiro com 5/6 frente a Alvarado fechava a ronda com 30/29 para Portugal.

Na última ronda de assaltos Portugal esteve muito forte e com 5/1 Videira/Baldrés, 5/3 Arede/Alvarado e 5/1 Cordeiro/Rosello Portugal fechou 45/34 e avançou para os quartos de final.

No assalto de acesso à meia-final Portugal alinhou de inicio com o trio do Atlântico frente à Ucrânia.

Arede abriu 3/4 frente a Medvedev, Cordeiro fez 7/3 ante Myrgorodskyi e Candeias 4/0 com Herey e Portugal tomou a dianteira com 14/7.

Na segunda ronda de jogos os Ucranianos começaram melhor. Arede perdeu 6/9 frente a Reizlin e Candeias 2/7 frente a Medvedev ficando o resultado 22/23 mas uma vitória 4/2 de Cordeiro sobre Herey voltou a dar a liderança a Portugal por 26/25.

Na ronda decisiva Candeias abriu com 3/2 sobre Reizlin seguindo-se 8/11 de Arede frente a Herey levando o encontro para o ultimo assalto com 37/38.

A fechar, Videira que havia substituído Cordeiro defrontou Medvedev e conseguiu empatar levando o assalto para o toque da prioridade. No minuto decisivo Videira foi mais forte e Portugal seguiu para a meia-final onde encontrou a Rússia.

Na meia-final Portugal manteve o excelente nível e realizou mais um extraordinário encontro que foi pautado pelo equilíbrio.

Numa primeira fase os Russos lideraram. Cordeiro/Khodos – 1/2 , Velikanov/Videira 0/0, Arede Glazkov 2/2 e Velikanov/Cordeiro 4/3 – colocaram o resultado em 6/8 a favor da Rússia.

No 5º jogo Arede venceu Khodos 4/2 e empatou a 10 toques, seguindo-se 5/5 entre Videira e Glazkov. Velikanov voltou a dar vantagem aos Russos com vitória 5/4 sobre Arede mas no penúltimo assalto Corderio venceu Glazkov 3/2 e o encontro foi para o assalto decisivo empatado a 22 toques.

Videira ainda conseguiu estar em vantagem frente a Khodos mas o Russo empatou no final do tempo levando o assalto para a prioridade. Ao contrário do encontro frente à Ucrânia o opositor esteve mais forte e Portugal perdeu 28/29 ficando assim para o assalto de discussão da medalha de Bronze frente à Hungria que havia perdido na outra meia-final com a França também na prioridade por 41/42.

Cordeiro abriu 1/5 frente a Budai seguindo-se Arede 2/4 ante Szenyi e Candeias 4/6 com Hanczevikkel e no final da primeira ronda Portugal perdia 7/15.

Na segunda ronda Arede venceu Budai 4/3 seguindo-se Cordeiro 1/5 com Hanczvikkel e Videira 5/5 Szenyi.

Nos 7º e 8º jogos Portugal recuperou com Arede 10/7 frente a Hanczvikkel e Videira 7/2 com Budai entrando para o último assalto 34/37. No último jogo Szenyi venceu Cordeiro 8/3 e o Bronze foi para os Húngaros com o resultado final 45/37.

Portugal concluiu assim num excelente 4º lugar entre as 19 equipas presentes.

Muitos Parabéns.

Comentarios (0)

Escreva seu Comentario

Voce precisa estar logado para postar um comentario. Por favor registre-se se caso nao tenha uma conta

busy
 
bannerdiariodonuno

Eventos

Setembro 2020 Outubro 2020 Novembro 2020
Se Te Qu Qu Se Do
1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30 31

Próximos Eventos

Não há eventos agendados.
Visualizar calendário completo

Área Reservada



Parceiros


Desenvolvimento de sites por Made2Web
® 2008 - Clube Atlântico de Esgrima
Todos os Direitos Reservados