facebook

Clube Atlântico de Esgrima

Logotipo
Quem garante? PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Porque passamos muito tempo juntos a pretexto da esgrima, muitas são também as situações em que extrapolamos as nossas vivências para além do contexto desportivo.
Lembro-me bem dos "longínquos" tempos de atleta no Ateneu Comercial de Lisboa com sessões de treino bem longas e abrangentes, que se iniciavam lá pelas 20h com uma extensa "futebolada", seguida dos tradicionais exercícios de Esgrima, complementados com uma sopinha num dos restaurantes da rua já com o relógio a assinalar a passagem para o dia seguinte. Era um ambiente tão engraçado que até havia um dos praticantes que chegava sempre muito tarde, sem equipamento e que dizia "... não se preocupem, eu venho só para a sopinha".
É neste contexto, em que assumidamente a Esgrima é apenas um dos elementos que nos vai mantendo ligados, que aproveitamos para ir aprendendo alguma coisa com as vivências pessoais de cada um.
Um dia veio à conversa um tal de trabalho prático de Filosofia - 11º ano. Tinha então a professora colocado à discussão a análise de uma situação utópica muito simples -"Seria um aluno capaz de comer a perna do colega do lado?". Rapidamente seguimos as deduções lógicas facilitadas pelo absurdo do exemplo que, à luz da razão e da tranquilidade do contexto em que debatíamos o tema, de forma alguma tornavam concebível tal disparate. No entanto animados pelas diversas argumentações começámos a verificar que, se o contexto fosse diferente, talvez as respostas fossem menos racionais. E se se tratasse de uma situação de sobrevivência? E se...? E se...?
E lá fomos concluindo que mesmo uma atitude à primeira vista totalmente disparatada e irracional toma diversas formas consoante o contexto e os dados do momento.
O Mundo do Desporto também está atento a este tipo de situações e premeia aqueles que se distinguem por uma atitude de elevada correcção, mesmo em contextos aparentemente desfavoráveis. O prémio Fair-Play do Comité Olímpico de Portugal, atribuído desde 1981, volta este ano à Esgrima através do atirador Joaquim Videira sendo esta a 4ª vez que esta distinção recai sobre a nossa modalidade. José Veiga Ventura em 1989, eu próprio em 1994 e João Borges em 2000 completam os Esgrimistas eleitos.
De facto, é sempre mais fácil analisar os outros nas mais diversas situações porque se lá estivermos nós... quem nos garante que nos comportaremos como pensamos?

Comentarios (0)

Escreva seu Comentario

Voce precisa estar logado para postar um comentario. Por favor registre-se se caso nao tenha uma conta

busy
 
bannerdiariodonuno

Eventos

Outubro 2017 Novembro 2017 Dezembro 2017
Se Te Qu Qu Se Do
1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30

Próximos Eventos

Não há eventos agendados.
Visualizar calendário completo

Área Reservada



Parceiros


Desenvolvimento de sites por Made2Web
® 2008 - Clube Atlântico de Esgrima
Todos os Direitos Reservados