facebook

Clube Atlântico de Esgrima

Logotipo
Momentos difíceis. PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

   Quando esta manhã recebi a trágica notícia do falecimento do atirador Hugo Guerra recuei a 1993 onde, ainda no Lisboa Ginásio Clube, perdemos o nosso colega de equipa Francisco Sá num acidente de mota.

   É indescritível o que se vive num momento difícil como este. Os Clubes de Esgrima são, na sua maioria, mais do que um conjunto de atiradores. São grupos de pessoas que crescem juntas ao longo dos anos e que vivem, a pretexto da esgrima, as mais diversas situações extra-desportivas fortalecendo os seus laços através da amizade, namoros, casamentos, nascimentos e… funerais.

   Francisco Sá faleceu na época 1993/94 na 2ª-feira da semana daquele Sporting/Benfica que terminou 3-6. É incrível como, não me lembrando da data exacta, não esqueço este que foi um dos dois momentos mais difíceis de ultrapassar. O embate da notícia foi violentíssimo mas, como habitualmente, os primeiros dias são meio anestesiados pela intensidade dos acontecimentos, não nos deixando grande espaço para um sofrimento racional. Os dois grandes desafios foram as primeiras situações onde contávamos com a presença do Francisco e ele… não estava lá. Tratavam-se do Treino de 4ª-feira e do dia do jogo, onde tínhamos planeado uma observação televisiva todos juntos numa das inúmeras patuscadas que fazíamos ao fim-de-semana. Aí sim testámos as nossas verdadeiras capacidades. A força que muitas vezes não acreditamos ter, mas que emerge com um poder incrível nas situações mais difíceis das nossas vidas.

   Obrigámo-nos a entrar na Sala e efectuar o treino com o empenho com que sempre fizemos. Uma sessão envolta num silêncio que forçámos quebrar, mas que foi determinante para levantar a cabeça nos dias seguintes. No fim-de-semana também nos juntámos para o Jogo em casa do Gonçalo e do Tiago Andrada. Um dia muito difícil do qual… pouco me lembro.     

   Muitos dos que hoje lêem este artigo não conheceram o Francisco Sá. Uma pessoa muito particular que aliava à paixão pela medicina, curso que levava quase em fase final, um talento para a escrita (recebeu vários prémios em peças de teatro) e para o desenho e um fascínio pela Esgrima. O Francisco era daqueles atiradores que nunca faltava aos treinos (sempre à noite entre as 20h30 e… para lá das 24h), sendo um dos poucos que, já perto da 1h da manhã, aguardava pacientemente na Praça de Espanha a chegada do autocarro que o transportaria a Setúbal onde vivia. Era também de transporte que vinha regularmente para o Hospital de Stª Maria, o que lhe deixava pouco mais de um par de horas de sono. Naquela manhã de chuva no entanto… foi na sua mota que se deslocou para Lisboa onde… não acabou por chegar.     

    Passadas umas semanas começámos a pensar como iríamos homenagear o nosso amigo, embora todos concordássemos que não queríamos realizar um aprova com o seu nome. Foi destas conversas que nasceu um dos mais belos momentos de Esgrima em que participei. Resolvemos fazer 1 hora de esgrima em homenagem ao Francisco. Marcámos uma data, pedimos a Sala da Lapa à FPE e, perante a família e amigos do Francisco dezenas de esgrimistas de todos os clubes jogaram livremente durante uma hora em memória do nosso querido companheiro. No fim, oferecemos à sua mãe um troféu com um esgrimista e com “DOC” gravado na base (a alcunha pela qual o tratávamos), acompanhado de um memorial de fotos com as assinaturas de todos quantos ali estiveram naquela hora.    

     Este é um momento muito difícil para os companheiros do Hugo Guerra. Esta é mais uma tarefa árdua que vai necessitar das capacidades que cada um foi desenvolvendo, em muito ajudadas pelas suas vivências no Mundo do Desporto.    

     Estes são os momentos que nos lembram como perdemos tanto tempo ás turras por “porcarias” sem importância nenhuma…

Comentarios (5)

...
0
Soube desta notícia através de um email que o meu irmão Gil me enviou às 3h da manhã de hoje (2007/09/02). O mais surpreendente é que o Gil está em Macau!

Além de todos os sentimentos óbvios que este tipo de notícias levanta, em especial a antigos atletas e que conviveram de alguma forma com as pessoas em questão, acrescento que me sinto no meio de duas gerações.

A primeira, a do Francisco Sá, que era um dos esgrimitas de topo nacionais, quando comecei a minha prática desportiva na Esgrima. Eu deveria ser cerca de 7 anos mais novo.

Irei recordar para sempre a última prova em que participou. Eu estava na mesma poule e arbitrei um assalto dele. A determinada altura fez sinal com o braço não armado. Interrompi o assalto. Pediu licença para tirar uma mosca de dentro da máscara. Teve o cuidado de me mostrar a mosca para provar que tinha razão para solicitar a interrupção do assalto. Creio que o acidente se deu no regresso a Lisboa depois da prova mas posso estar enganado.

O Franciso Sá inspirou-me pelo sua postura correcta, fair-play, camaradagem entre todos os atletas. Tocou-me também por ser finalista de medicina na faculdade onde a minha irmã mais velha estudava num dos primeiros anos.

A segunda geração é a do Hugo. Que é cerca de 7 anos mais novo do que eu. Que também não conheci muito bem. Segundo o que consta também era correcto, com fair-play, e muito querido por todos.

Atendendo a que na esgrima os exemplos de bom desportivismo, com fair-play, não abundam levaram-me a divagações.

Juntando as analogias cheguei a uma pergunta que gostaria de partilhar com todos: De que forma gostarias de ser recordado?

Para reflectirem... em homenagem dos dois e que o exemplo da (curta) vida que levaram inspirem todos nós em especial os esgrimistas mais novos.
Rui Santos (aka Tazi; Papa-Lég , 02 de Agosto de 2007
...
0
Porque nestes momentos nunca se sabe bem o k dizer,apenas agradeço ao Hugo a excelente pessoa k era e k ficará smp na nossa memória.
Ana Celina Vicente , 03 de Agosto de 2007
Nunca me hei-de esquecer….
0
Obrigado pelas “tareias” que me deste por cá.
Obrigado pelo apoio que sempre me deste nos torneios em Espanha.
Miguel Amaral , 05 de Agosto de 2007
Nunca me hei-de esquecer….
0
Dos treinos na Lapa,das Taças do Mundo,provas nacionais,etc...Obrigado.
Filipe Pequito , 06 de Agosto de 2007
...
0
Obrigado Nuno pelas tuas palavras e pela actualidade com que as publicaste. De facto é nestas alturas que sentimos que somos todos uma familia e que temos de nos unir. Pena que não ser sempre assim.

um grande abraço
CLAUSO NEVES , 19 de Agosto de 2007

Escreva seu Comentario

Voce precisa estar logado para postar um comentario. Por favor registre-se se caso nao tenha uma conta

busy
 
bannerdiariodonuno

Eventos

Outubro 2017 Novembro 2017 Dezembro 2017
Se Te Qu Qu Se Do
1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30

Próximos Eventos

Não há eventos agendados.
Visualizar calendário completo

Área Reservada



Parceiros


Desenvolvimento de sites por Made2Web
® 2008 - Clube Atlântico de Esgrima
Todos os Direitos Reservados