facebook

Clube Atlântico de Esgrima

Logotipo
"Não agressão" PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

       Num Mundo claramente dominado pela informação, especialmente nesta era “Internética” , o Futebol continua a ser de facto um… Mundo próprio.              

     Há não muito tempo fomos confrontados com um novo conceito de agressão, ou melhor, “não agressão”, decorrente da situação ocorrida com Filipe Scolari no final do encontro Portugal/Sérvia. Esta semana nova “novela mediática” envolvendo mais um nome de referência ao nível do treino de alto-rendimento futebolístico, desta vez em contexto da vida privada.

    Jornal Expresso – 5ªF 8 de Novembro de 2008

“Palmela, Setúbal, 08 Nov (Lusa) - Um aluno do Colégio St. Peter´s School, de Palmela, acusou José Mourinho de o ter agredido, mas o assessor pessoal do ex-treinador de futebol do Chelsea diz que as câmaras de vigilância "provam que não houve agressão".Segundo a directora pedagógica do colégio, Isabel Simão, José Mourinho terá tido "uma reacção acima do que seria expectável", ao identificar um aluno do 8º ano de escolaridade, que, alegadamente, teria insultado a filha, mas escusou-se a confirmar se houve ou não agressão."Estava relativamente perto e não me apercebi que tivesse ocorrido qualquer acto de espancamento ou de agressão física, mas a criança e os pais de outros alunos que se encontravam no local, cerca das 17:00, 17:30, garantiram que o senhor José Mourinho puxou os cabelos e as orelhas ao miúdo", disse, acrescentando que o incidente foi discutido numa reunião conjunta cerca das 20:30 de quarta-feira."O próprio José Mourinho percebeu de imediato que se tinha excedido e assumiu que tinha errado, apresentando duas cartas de desculpas, uma à escola e outra aos pais. Mas as cartas foram-lhe devolvidas e o incidente ficou resolvido", assegurou.A directora pedagógica do St. Peter´s School referiu ainda que o rapaz, de 12 anos, e a filha de José Mourinho, de 11, aluna do 6º ano, apresentam versões contraditórias."Ela diz que o rapaz insultou o pai [José Mourinho], mas ele garante que disse apenas que o pai dela era bom e que ela não era. São coisas de miúdos", disse à Lusa Isabel Simão, convicta de que o caso só está a ser empolado por se tratar de uma pessoa com a imagem de José Mourinho.Contactado pela Lusa, Eládio Paramés, assessor pessoal de José Mourinho, garantiu que não houve nenhuma agressão, admitindo, no entanto, que terá havido "alguma tensão" no encontro, o que considerou "normal em função dos insultos que o rapaz foi proferindo ao longo dos tempos à filha do José Mourinho e a ele próprio".Segundo Eládio Paramés, José Mourinho foi ao colégio e abordou o rapaz para lhe pedir os telefones dos pais, por querer falar com eles, mas, quando o treinador estava a apontar o número do telemóvel da mãe do aluno, surgiu um funcionário do colégio e aquele aproveitou para sugerir que estaria a ser agredido."José Mourinho agarrou-o e confrontou-o, dizendo-lhe que estava a mentir e questionando-o sobre em que momento o tinha agredido", acrescentou Eládio Paramés.De acordo com o assessor pessoal do ex-treinador do Chelsea, os pais do aluno, José Mourinho - que entretanto telefonara à mãe do rapaz - e a filha deste visionaram depois em conjunto a gravação das câmaras de vigilância do colégio, que "registaram tudo e provam que não houve agressão".O Colégio St. Peter´s School é um estabelecimento de ensino particular situado a poucas centenas de metros da saída de Palmela da auto-estrada do Sul (A2), frequentado por cerca de 1.000 alunos, desde o jardim-de-infância ao 12º Ano.A Agência Lusa contactou a mãe do aluno, por intermédio da escola, que, no entanto, se escusou a prestar declarações.A Lusa tentou ainda ouvir o próprio José Mourinho, tendo-se deslocado à sua moradia em Setúbal, mas foi informada de que o treinador não se encontrava em casa.”  

    Bem sei que o Mundo não futebolístico tem outras regras. Recordo-me de um episódio ocorrido na minha Escola, enquanto professor com funções no Conselho Executivo, onde duas mães se envolveram numa agressão, ou talvez “não agressão”, acertando-se face a um desentendimento entre as suas filhas, que me obrigou a diversos depoimentos junto das autoridades, um dos quais efectuado nas instalações da Policia passados quase 6 meses da ocorrência.  

   Obviamente que não pretendo fazer qualquer tipo de juízos de valor nem muito menos generalizações a determinados comportamentos que nos são dados a conhecer neste Mundo especial do Futebol, mas não me posso esquecer que é neste Mundo que estão a maior parte dos ídolos dos nossos filhos e que através dos seus comportamentos e da sua mediatização também eles contribuem para a sua educação.  

   É pena ocuparem estas novelas mais espaço mediático do que verdadeiros acontecimentos desportivos. Seguramente estes  espaços eram muito melhor aproveitados se dessem destaque a distinções como a que o atirador Joaquim Videira vai receber no próximo dia 13 de Novembro numa Gala do Comité Olímpico Português no Mosteiro dos Jerónimos, pelo resultado obtido no Mundial de Turim. Estas sim, verdadeiras notícias do que de bom tem Mundo do Desporto.

Comentarios (0)

Escreva seu Comentario

Voce precisa estar logado para postar um comentario. Por favor registre-se se caso nao tenha uma conta

busy
 
bannerdiariodonuno

Eventos

Agosto 2018 Setembro 2018 Outubro 2018
Se Te Qu Qu Se Do
1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30

Próximos Eventos

Não há eventos agendados.
Visualizar calendário completo

Área Reservada



Parceiros


Desenvolvimento de sites por Made2Web
® 2008 - Clube Atlântico de Esgrima
Todos os Direitos Reservados