6 Medalhas para o Atlântico na primeira prova nacional da temporada Versão para impressão
Sábado, 13 Outubro 2018 19:51

O Atlântico esteve hoje em destaque na Brandoa, na primeira Etapa do Circuito Juvenil de Espada, alcançando Ouro e Prata em cadetes masculinos por Miguel Frazão e Sebastião Lima, Prata em cadetes femininos por Ksenia Smirnova e Prata e dois Bronzes em iniciados masculinos por Frederico Louro, António Peixoto e Diogo Cruz.

44101623 2013339348705201 2030790670762901504 nAs meias às riscas estiveram nas finais das três provas disputadas, tendo a primeira delas sido disputada por dois companheiros de equipa, Frazão e Lima.

Com 36 jogadores inscritos, Lima completou a fase de poules vencendo todos os assaltos, enquanto Frazão passava com 4 vitórias e 1 derrota.

Muito seguros durante toda a jornada foram avançando passo a passo até à final. Mesmo quando os opositores conseguiram colocar dificuldades a Lima e Frazão, sempre os atiradores do Atlântico encontraram, nas suas decisões estratégicas, soluções para fechar o jogo a seu favor. Destaca-se o assalto da meia-final entre Frazão e Ribeiro CEESA, decidido por 15/14.

A final foi inicialmente dominada por Frazão que chegou a 7/2, invertendo no segundo tempo Lima, que inclusivamente assumiu a liderança por 8/7, mas um toque nos últimos momentos voltou a colocar o marcador empatado 8/8. Na prioridade Frazão foi mais eficaz e o assalto terminou 9/8.

Na prova de cadetes o Atlântico teve ainda mais 5 participantes. Sancho Custódio e Mateus Correia, cadetes de primeiro ano, e os jovens Cruz, Peixoto e Louro, ainda com idade de iniciados. E que bem estiveram os mais jovens ao longo de toda a jornada, com momentos muito bem conseguidos e algumas aprendizagens que muito contribuem para o seu crescimento.

Peixoto foi 7º, naquela que foi a sua estreia entre os finalistas cadetes, Custódio 11º, Cruz 13º, Louro 16º, e Correia 26º.

Na parte da tarde, em cadetes femininos, Ksenia Smirnova realizou uma jornada de muito bom nível, sendo apenas ultrapassada por Alvim CST, com quem perdeu o único assalto da poule e, mais tarde, a final.

Smirnova destacou-se pela sua determinação e consciência tática, o que lhe permitiu ultrapassar alguns momentos de maior aperto, nomeadamente a meia-final, frente a Lucena CPM, apenas decidida por 15/14.

Em prova esteve ainda Teresa Ramalho que concluiu na 15ª posição.

Nos iniciados masculinos o trio do Atlântico esteve muito bem, alcançando todos as meias-finais. Na meia-final “caseira” Louro ultrapassou Cruz 15/8, enquanto na outra meia-final, Peixoto dava continuidade aos excelentes indicadores da manhã, chegando a estar em vantagem 14/13 frente a Onofre CM, vindo no entanto a retrair-se no momento decisivo, o que lhe custou a reviravolta no marcador, deixando-o no 3º lugar.

A final foi mais um assalto de grande equilíbrio com Louro e Onofre a entrarem nos últimos 30 segundos com o marcador empatado a 9 toques. O atirador do Atlântico tudo fez para fechar o encontro a seu favor mas o seu opositor esteve mais forte no final e, com 9/12, o assalto terminou e Louro conquistou a medalha de Prata.

(mais fotos na página do facebook)